Fotos: Antônio Nascimento/Banda B
Os dois morreram a menos de 10 metros de uma placa que proibe banhos nas águas do parque.

As placas que proíbem o nado no Parque Passaúna, em Araucária, região metropolitana de Curitiba, foram ignoradas por uma família na tarde deste domingo (24). Bruno Fernandes da Silva, 15 anos, e Adelino Mendes, 18, morreram afogados depois pular na água para tentar salvar a irmã de Bruno. A família estava inconformada no local.

Bombeiros nada puderam fazer

Por volta das 15h30, a irmã de Bruno, que estava dentro da água em um local conhecido como ‘prainha’, começou a se afogar. O garoto se jogou na água na tentativa de socorrer a irmã que conseguiu voltar para a margem. O namorado da garota vendo o cunhado se afogar também mergulhou para salvá-lo. Os dois morreram a menos de 10 metros de uma placa onde está sinalizada a proibição dos banhos nas águas do parque.

O corpo dos dois adolescentes foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros e será encaminhado ao Instituto Médico legal (IML) de Curitiba.

Crianças

Três crianças de 9, 10 e 12 anos de idade se afogaram em uma cava na zona rural de Colombo, região metropolitana de Curitibna, e morreram a caminho dos Hospitais Cajuru e Trabalhador. Luiz Fernando de Souza, 9 anos, Erinton de Brito Prestes, 11, e Vandielson de Brito Prestes, 12, foram resgatadas por um helicóptero da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

De acordo com o investigador Rischter,um pescador viu um garoto se jogar na água e alertou os garotos do pergi da cava. Não há informações se os outros dois se jogaram para resgatar o amigo ou todos eles resolveram se refrescar.