Por Luiz Henrique de Oliveira e Bruno Henrique

A jovem Thaisa Maria de Lara, de 19 anos, procurou a Banda B para relatar uma situação inusitada pela qual vem passando nos últimos dias. Ao tentar sacar o auxílio-maternidade, a mãe de uma menina de pouco mais de um ano descobriu que era considerada morta pelo INSS. O instituto prometeu corrigir o erro.

O drama de Thaisa começou quando tinha 17 anos e foi demitida de uma empresa de transporte escolar. Ela então, depois de muita luta, conseguiu o auxílio, mas foi surpreendida pelo fato de ‘estar morta’.

“Entrei com o auxílio-maternidade e depois de mais de um ano saiu. Daí nesta semana eu fui na previdência sacar, checaram meus dados e meus documentos e falaram que eu estava morta. Na hora eu ri muito, mas depois veio o desespero, porque preciso que isso seja arrumado e já avisei meu advogado”, afirmou à Banda B.

maeThaisa foi considerada morta pelo INSS, mas está muito viva (Foto: Bruno Henrique – Banda B)

A irmã de Thaisa, Talita Lara, disse que a família está se virando como pode. “Primeiro a Thaisa riu, porém depois veio para casa desesperada e chorando muito. Nós estamos nos virando do jeito que dá, com roupas e tudo mais para a menina. Quando ela enfim conseguiu o que tinha como direito, acabou sendo considerada ‘morta’”, disse.

O advogado da família já tenta reverter a situação. À reportagem, o INSS afirmou que irá corrigir o erro em breve.