Jamil Snege foi um outsider da literatura paranaense. É dono de 11 livros escritos de forma muito singular, mas que tiveram circulação restrita por conta do temperamento de seu autor. Snege, em vida, recusou, por diversas vezes, convites de grandes editoras para publicar sua obra, mas ainda assim, após dez anos de sua morte, continua festejado por leitores, escritores e acadêmicos.

A 22ª edição do Cândido refaz a trajetória do “Turco”, como o autor era carinhosamente chamado por amigos e leitores. Em sua enxuta obra, transitou pela poesia, ficção, teatro, ensaio e pela crônica. Amigos, leitores, editores e escritores falam sobre livros de Snege que já se tornaram célebres, como a coletânea de contos Os grandes verões da leitoa branca e o aclamado Como se fiz por si mesmo, espécie de romance memorialista.

O especial também revisita a agitada vida profissional do autor, que foi paraquedista, comerciante de artesanato, publicitário e marqueteiro político. O gaúcho Ernani Ssó, responsável pela mais recente tradução de Dom Quixote, de Cervantes, aparece com um texto inédito, que ele enviou para o autor em 2003 e apenas o Turco leu, pouco antes de morrer, no dia 16 de maio. A edição é ilustrada por fotos de Daniel Snege, o filho mais velho de Jamil — que terá uma exposição com fotos inéditas do pai em cartaz na Biblioteca Pública do Paraná neste mês. Jean Snege, o caçula, homenageia o pai com um texto produzido especialmente para o Cândido.

A edição ainda traz o registro da participação de Ignácio de Loyola Brandão no projeto “Um Escritor na Biblioteca”. O cineasta Neville D’Almeida revela seus cânones literários na seção “Perfil do Leitor” e, entre os inéditos, destaque para Carlos Machado, que vai “Em Busca de Curitiba” com o conto “Tropeço”.

SERVIÇO – O Cândido tem tiragem mensal de dez mil exemplares e é distribuído gratuitamente na Biblioteca Pública do Paraná e em diversos pontos de cultura de Curitiba. Também é enviado, via correio, a diversas partes do Brasil. É possível ler a versão online do jornal no seguinte endereço: www.candido.bpp.pr.gov.br. Osite também traz conteúdo exclusivo, como entrevistas e inéditos.