O Paraná vai receber na próxima semana os primeiros estudantes das Casas Familiares da França. O grupo da região de Rhône-Alpes integra um programa de intercâmbio com estudantes paranaenses para troca de experiência e valorização da educação do campo. Em dezembro será a vez dos alunos paranaenses irem à França conhecer como os jovens do meio rural francês recebem qualificação.

Durante o ano, 150 franceses – entre estudantes, monitores e professores – visitarão as Casas Familiares Rurais do Paraná. “O objetivo é valorizar a educação do campo e a permanência do jovem na sua localidade, com qualificação profissional que atenda às necessidades regionais. Também é a oportunidade de contato com uma cultura diferente”, diz o vice-governador e secretário da Educação, Flávio Arns.

O primeiro grupo, composto por 12 alunos, desembarca no Paraná na próxima segunda-feira (8). Eles participarão de atividades dos cursos técnicos de agroequipamentos (conserto de equipamentos agrícolas), na Casa Familiar Rural de Santa Maria do Oeste, no Centro-Sul do Estado.

Na terça-feira (9) será a vez do segundo grupo, com seis jovens, desembarcar no Paraná. A comitiva será recebida pelo vice-governador e secretário de Estado da Educação, Flávio Arns. Em seguida, os estudantes vão participar de atividades de energia elétrica na Casa Familiar Rural de Sapopema, na região Norte.

Em dezembro, 60 alunos, diretores e equipes pedagógicas das Casas Familiares de Santa Maria do Oeste, Sapopema, Bituruna, Pato Branco, Coronel Vivida e Sulina vão à França. Os brasileiros vão participar do intercâmbio durante sete dias na cidade de Lyon, na região de Rhône-Alpes.

O intercâmbio é promovido pelo Governo do Estado em parceria com a União Nacional das Casas Familiares Rurais Francesas da região de Rhône-Alpes.