O Instituto de Identificação do Paraná começou, nesta terça-feira (05), a enviar mensagem de texto para todas as pessoas que procuram o agendamento online para a confecção da carteira de identidade.

O serviço emite uma SMS tão logo é concluído o preenchimento dos dados, na internet, durante o agendamento. O SMS contém o número do protocolo de atendimento, data, horário e local para que o cidadão compareça para fazer o documento. A mensagem é reenviada 24 horas antes do dia marcado para o comparecimento em um posto de atendimento.

“A Secretaria da Segurança Pública preza por melhorar cada vez mais o atendimento à comunidade e o novo serviço é mais um exemplo disso”, afirma o secretário da Segurança Pública, Cid Vasques.

O serviço foi desenvolvido em parceria com a Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar). “Esta é mais uma facilidade para o cidadão que procura a instituição e um compromisso com o serviço ofertado”, diz o diretor do Instituto de Identificação, Newton Tadeu Rocha.

Quem tem urgência na confecção da carteira de identidade, pode ir diretamente a um posto de atendimento, sem passar pelo agendamento pela internet.

Agendamento – Para agendar o atendimento em um dos postos do Instituto de Identificação, o cidadão pode acessar o site do Instituto de Identificação (www.institutodeidentificacao.pr.gov.br); da Polícia Civil (www.policiacivil.pr.gov.br) ou da Secretaria da Segurança Pública (www.seguranca.pr.gov.br) e procurar “Agendamento online para carteira de identidade”, na barra de opções localizada ao lado direito dos sites.

É possível fazer a escolha por data ou pelo posto de atendimento com acesso mais fácil ao cidadão. O serviço é válido para as cidades de Maringá, Curitiba, Cascavel e Londrina.

DOCUMENTOS – Para a solicitação da carteira de identidade, no dia do atnedimento deve ser apresentada, obrigatoriamente, a certidão original ou fotocópia autenticada sem dobras, emendas ou rasuras: solteiros ou em regime de união estável (certidão de nascimento); casados ou viúvos (certidão de casamento); separados ou divorciados (certidão de casamento com averbação); brasileiros naturalizados (certificado de naturalização ou certificado de igualdade de direitos, no caso de portugueses).

Não é preciso levar foto, uma vez que o sistema faz o registro da imagem na hora.