O índio Sebastião Pene Glicério, de 97 anos, morreu na noite desta terça-feira (19) no Hospital Evangélico. Ele estava internado há mais de dez dias por conta de uma queimadura que sofreu na oca em que morava, em uma reserva indígena em Mangueirinha, no sudoeste do estado.

Glicério sofreu queimaduras leves, mas por conta da idade não resistiu aos ferimentos. A Delegacia de Homicídios de Curitiba (DH) confirmou que o índio estava dentro da oca e sofreu uma queda caindo na fogueira.

O corpo do indígena foi recolhido ao Instituto Médico Legal de Curitiba (IML).