O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), usado no reajuste de aluguéis, teve variação de 0,15% em abril, ante 0,21% em março, segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV). Em abril do ano passado, houve variação de 0,85%. No acumulado deste ano, o índice chega a 0,98% e, em 12 meses, a 7,3%.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que corresponde a 60% do IGP-M, apresentou taxa de variação de -0,12%. No mês anterior, a taxa ficou em 0,01%. O índice relativo aos bens finais variou 0,86% em abril, ante 1% em março. Contribuiu para a redução o subgrupo alimentos in natura, cuja taxa passou de 7,89% para 6,19%.

Já o índice referente ao grupo bens intermediários variou -0,19%. Em março, essa taxa ficou em -0,28%. O subgrupo materiais e componentes para a manufatura registrou acréscimo, passando de -1,14% para -0,78%, sendo o principal responsável pela alta do grupo.

O índice de matérias-primas brutas variou -1,2% em abril. No mês de março, houve variação de -0,78%. Os principais responsáveis pelo decréscimo foram os itens: milho em grão (de -3,36% para -10,21%), aves (de -1,18% para -8,84%) e cana-de-açúcar (de 0,29% para -1,4%). Registraram aumento da taxa itens como minério de ferro (de 5,88% para 8,33%), mandioca (de -9,94% para -1,96%) e café em grão (de -5,91% para -1,24%).

Quanto ao Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que responde por 30% do IGP-M, houve variação de 0,6% em abril, ante 0,72%, em março. A principal contribuição para o decréscimo da taxa partiu do grupo transportes (de 0,61% para 0,26%). Nessa classe de despesa, a gasolina passou de 2,17% para -0,38%.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), que representa 10% da taxa global, registrou em abril variação de 0,84%, acima do resultado de março, 0,28%. O índice relativo a materiais, equipamentos e serviços registrou variação de 0,5%. No mês anterior, a taxa havia sido 0,42%. O índice que representa o custo da mão de obra variou 1,15%. Na apuração do mês anterior, o índice ficou em 0,14%.