A confiança do consumidor medida pelo Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec) diminuiu em janeiro, na segunda queda consecutiva, informou hoje (31) a Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O indicador caiu 0,9% em relação a dezembro, atingindo 114,2 pontos. Em contrapartida, na comparação com janeiro de 2012, o indicador registrou alta de 0,5%.

Segundo a entidade, a inflação é a questão que mais preocupa o consumidor. O indicador teve queda de 2,9% na comparação com o mês anterior, o que mostra pessimismo com relação à evolução da inflação.

No caso de compras de bens de maior valor, outro componente do Inec, houve queda de 0,9%. Isso indica que o aumento da aquisição desses produtos está menos disseminado. O índice de situação financeira teve baixa de 1,4%, o que demonstra avaliação mais negativa dos consumidores sobre suas finanças. No caso do endividamento, houve queda de 1,4%. O resultado mostra o aumento do endividamento no mês.

A pesquisa mostrou que apenas o indicador de expectativa de desemprego teve alta. Cresceu 2,1%, em relação a dezembro, chegando a 131,4 pontos. Segundo a CNI, a alta mostra que os consumidores acreditam que o mercado de trabalho será mais favorável nos próximos meses.

O Inec é elaborado a partir de pesquisa de opinião pública de abrangência nacional feita pelo Ibope Inteligência com 2.002 pessoas. O levantamento de janeiro ocorreu entre os dias 17 e 21.