O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de Curitiba, nos últimos 30 dias terminados em 8 de março, foi de 0,35%, conforme levantamento do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes). O índice representa desaceleração na comparação com o fechamento de fevereiro (0,46%).

Nos grupos de despesas, os que tiveram maior influência no resultado final foram Alimentos e Bebidas, que subiu 1,48%, e Habitação, que recuou 1,59%.

aNo que tange aos itens pesquisados, as principais contribuições (na ordem da maior para a menor) foram: energia elétrica residencial (recuo de 8,45%), automóvel de passeio nacional zero km (aumento de 2,46%), plano de saúde (subiu 5,05%), gasolina comum (aumento de 2,03%), IPVA – Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (queda de 6,81%), automóvel de passeio nacional usado (queda de 0,61%), motocicleta zero km (aumento de 3,80%), passagem aérea (recuo de 9,32%), empregada doméstica (aumento de 1,60%) e sapato e bota femininos (elevação em 6,83%).