O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) em Curitiba, divulgado pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), foi de 0,86% nos últimos 30 dias terminados na segunda-feira (15). Na quadrissemana anterior a taxa apresentou variação de 0,49%. O Ipardes calcula a cada semana as variações quadrissemanais do IPC em Curitiba para renda familiar entre 1 e 40 salários mínimos.

O grupo com maior influência sobre o resultado atual foi Vestuário, com aumento de 5,31%, seguido por Transporte com alta de 0,81%, Saúde e Cuidados Pessoais com incremento de 2,13%, e Alimentos e Bebidas com aceleração de 0,67%. O grupo Habitação aparece como o único com queda devido ainda à redução no preço da energia elétrica residencial.

Os itens que mais contribuíram, na ordem da maior para a menor contribuição, foram energia elétrica residencial (-11,27%), tarifa de ônibus urbano (12,43%), automóvel de passeio nacional usado (1,08%), aluguel residencial (1,81%), sapato e bota femininos (11,90%), pacotes turísticos internacionais (-15,87%), camisa masculina (8,81%), terno (11,51%), gasolina comum (-1,17%) e pacotes turísticos nacionais (3,48%).

Anexo confira a tabela com as variações de todos os grupos e do índice geral.