Da SMCS

A trincheira da Rua Guabirotuba sob a Avenida das Torres será liberada para o trânsito nesta segunda-feira (14). É a primeira obra concluída do Corredor Aeroporto/Rodoferroviária. Junto com o viaduto estaiado, a trincheira foi projetada ´para melhorar a circulação viária e o acesso ao Aeroporto Afonso Pena.

Com a abertura da trincheira, o trânsito da região passará por mudanças. O sinaleiro instalado para desvio dos veículos será desativado e o canteiro central da Avenida das Torres, na travessia de carros entre a Vila Torres e a pista em direção ao Centro, será fechado.

A obra foi iniciada em maio de 2012. Tem 33 metros de extensão e faz parte da obra de revitalização da Avenida das Torres, que é financiada pelo PAC da Copa. Ela irá formar um binário com a trincheira da Rua Chile. A liberação deveria ter acontecido em setembro, mas houve a necessidade da construção de uma base de concreto, que não estava prevista no projeto original, e que garante resistência para a base da obra.

“A liberação irá atender aos anseios das pessoas que circulam na região, pois o tráfego irá melhorar. A construção da trincheira vai extinguir o cruzamento com semáforo, facilitando o trânsito nas ruas Guabirotuba e Chile”, explica Mário Padovani, diretor do Departamento de Pavimentação da Secretaria Municipal de Obras.

Quem passar pela trincheira poderá acessar a Avenida das Torres sentido Centro pela Rua Pegentina Silva Soares (veja o mapa Aqui). Uma alça lateral permitirá o acesso da Rua Guabirotuba para a Avenida das Torres sentido bairro. A Rua Manoel Martins de Abreu, que corta a Vila Torres e estava em sentido único, volta a ter dois sentidos.

divulgacaosmcs

Trincheira será inaugurada nesta segunda (Foto: Divulgação SMCS)

O desvio sentido Jardim Botânico pela Avenida das Torres também será fechado. Agora, para acessar a via que leva em direção ao Jardim Botânico é preciso passar pela trincheira. Agentes da Setran estarão na região nos primeiros dias da mudança para prestar orientação aos motoristas.

Corredor

Uma das maiores obras financiadas pelo PAC da Copa (Programa de Aceleração do Crescimento) em Curitiba, o corredor Rodoferroviária/Aeroporto, além de renovar a Avenida Comendador Franco, irá melhorar a vida dos moradores do entorno e de quem circula diariamente na região. O investimento total chegará a R$ 127 milhões.

A segunda fase das obras entrou em execução em junho. Serão investidos mais R$ 32,8 milhões para a revitalização da avenida, com a melhoria da pavimentação, construção de calçadas e ciclovias.

Com a construção do Viaduto Estaiado, de 220 metros, quem trafega pela Rua Francisco H. dos Santos passará pelo viaduto sem parada, da mesma forma para quem trafega pela Avenida das Torres. A conclusão do viaduto está prevista para o mês de dezembro.