Redação

Comprou um imóvel novo, mas não quer se desfazer do atual e decidiu colocar o apartamento para alugar? Acha que o mercado está mais favorável para a locação e, em vez de vender, vai optar pelo aluguel? Segundo a diretora da Senzala Imóveis, Augusta Coutinho Loch, para o locador que não tem experiência nessa área, uma das principais dúvidas é sobre como atrair possíveis inquilinos. “A atenção à preparação do imóvel, o acompanhamento do candidato a inquilino nas visitas e a flexibilidade de negociação por parte do proprietário influenciam na celeridade e efetivação da transação imobiliária”, comenta. Confira algumas dicas para tornar o imóvel para alugar mais atrativo:

Reprodução

1. Investir na boa apresentação

Antes de deixar o imóvel para alugar, é importante que o locador arrume as infiltrações e/ou problemas que ele apresente. De acordo com Augusta, mesmo que o apartamento para locação esteja desocupado, a taxa de condomínio deve estar com pagamento em dia e é fundamental mantê-lo sempre limpo. “Além disso, alguns itens valorizam a locação do imóvel, como armários planejados na cozinha e banheiros e piso em madeira, cerâmica ou laminado”, revela.

2. Anunciar

As ferramentas de divulgação usadas são essenciais para acelerar a locação. Augusta conta que, atualmente, 80% das locações na imobiliária são realizadas por meio dos portais imobiliários ou do site da empresa. “Em função da mudança no comportamento de busca do imóvel, nos últimos anos reforçamos os investimentos no ambiente digital, tanto em ferramentas, quanto em produção de conteúdo, inclusive com a produção de vídeos”, argumenta.

3.Abrir para visitação

Permitir apenas visitas ao imóvel para alugar com agendamento é uma forma de preservar o patrimônio do locador. “É preferível que o corretor de imóveis acompanhe o inquilino e chegue antes para abrir as janelas, arejar os ambientes, apertar a descarga dos vasos sanitários para a água circular e até mesmo aromatizar o imóvel para alugar”, aconselha Augusta.

4. Conhecer o inquilino

A análise do cadastro do inquilino deve ser rigorosa para garantir a segurança jurídica da negociação ao locador. Augusta conta que, na Senzala Imóveis, é necessário que o inquilino comprove rendimento superior a três vezes o valor do aluguel, o mesmo valendo para o fiador (caso essa seja a modalidade escolhida). O fiador também precisa ter imóvel em seu nome quitado, livre e desembaraçado, e ser economicamente ativo. Além da fiança, as opções de garantia locatícia compreendem seguro-fiança e título de capitalização.

5. Ser flexível

Reduzir o valor do aluguel pode ser uma boa saída numa negociação, principalmente se o imóvel para alugar estiver desocupado há muito tempo e/ou tiver uma taxa de condomínio alta. Segundo a diretora da Senzala Imóveis, dessa forma, o locador ganha uma renda extra e evita despender um valor fixo mensal para manutenção de um imóvel vazio.