Por Marina Sequinel e Flávia Barros

Imagens mostram momento em que cliente agride segurança e é conduzido para o portão que dá acesso à rua, onde não há câmeras. (Foto: Reprodução)

A casa noturna Wood’s Bar divulgou, na tarde desta segunda-feira (30), imagens sobre o caso do cliente que afirmou ter sido agredido por seguranças na madrugada de domingo (29). Os vídeos gravados pelas câmeras mostram o momento em que o jovem, de 20 anos, dá um soco em um dos funcionários e, em seguida, é levado para o portão da garagem, que dá acesso à rua – área onde não há câmeras. Inicialmente, a informação de familiares era de que ele teria sido agredido dentro de uma sala, o que é desmentido pelas imagens.

Willian foi socorrido no Hospital Cajuru após confusão. (Foto: Arquivo pessoal)

Tudo começou após uma confusão envolvendo a abordagem de outro frequentador à namorada de Willian Marquesini, que, revoltado, partiu para cima dele e acabou imobilizado pelos funcionários da balada.

No vídeo divulgado pela Woods, é possível ver os seguranças acompanhando o jovem até a área externa do estabelecimento. Antes de chegar no portão da garagem, Willian dá um soco no rosto de um deles. Nesse momento, os funcionários passam pela porta com o rapaz e a namorada dele, enquanto outros permanecem do lado interno e fecham o portão. Depois disso, nada acontece nas imagens por 37 segundos, quando os primeiros seguranças reaparecem nas câmeras.

À Banda B, a irmã de Willian, Rebeca Marquesini, afirmou que a namorada dele foi segurada pelos braços enquanto o companheiro apanhava. Além disso, ela relatou que um rapaz de camiseta branca, que não seria segurança, seguiu os funcionários da casa e teria sido o que mais bateu no jovem.

“Quem era esse jovem que estava ali e não era segurança? Em 37 segundos dá para fazer muita coisa. Por que não existem essas imagens?”, questionou Rebeca.

Segundo o advogado da Wood’s, Leonardo Buchmann, em momento algum houve agressão ao cliente. “No último segundo da imagem, ele bate no rosto do segurança e sai para a garagem, não houve espancamento em apenas 30 segundos, o tempo não permite. Nós reafirmamos que o rapaz não foi encaminhado a nenhum local sem câmeras. As imagens mostram, claramente e sem cortes, o início da confusão no estabelecimento e o cliente sendo acompanhado pelos seguranças até um corredor externo para se acalmar. Em seguida, ele é conduzido para a garagem, só isso”, disse à reportagem.

Buchmann declarou, ainda, que todas as medidas jurídicas para esclarecer o suposto mal-entendido serão tomadas, inclusive contra quem compartilhou o relato sobre o caso, que viralizou nas redes sociais.

Vídeos

A Banda B teve acesso a todos os vídeos gravados pelas câmeras de segurança, desde a confusão dentro do estabelecimento até a condução do rapaz ao estacionamento. A reportagem optou por não divulgá-las para preservar a imagem dos demais clientes, que não têm relação com o ocorrido. As únicas imagens divulgadas foram as descritas na matéria. A Polícia Civil irá apurar todo o caso, ouvindo os envolvidos até mesmo para saber o que aconteceu neste período em que não se tem imagens, conforme pode ser visto no vídeo abaixo.

Assista abaixo:

Notícia relacionada