A Igreja Universal do Reino de Deus terá que devolver uma doação de R$ 74.341,40, feita por uma fiel arrependida. A mulher que passava por um processo de separação foi convencida por um dos pastores da igreja que frequentava a aumentar o valor das doações que fazia.

Depois de realizar a doação de dois cheques no valor de mais de R$ 74 mil para a igreja, a fiel percebeu o sumiço do pastor que a convenceu em fazer a oferta. A mulher levou o caso para a justiça pedindo a nulidade da doação e a restituição do valor integral da mesma. A sentença condenou a igreja a restituir os valores doados.

A Igreja afirma que a fiel não ficou em uma má situação financeira depois da doação, e que ela ainda tinha a capacidade de refletir sobre os seus atos e avaliar as vantagens de frequentar a Igreja e fazer doações. “A liturgia da Igreja baseia-se na tradição bíblica, ou seja, que é a Bíblia que prevê a oferenda a Deus em inúmeras passagens, destacando, na passagem da viúva pobre, que doar tirando do próprio sustento é um gesto de fé muito mais significativo”, afirmou a Igreja Universal em nota oficial.

Punição

Nesta semana as atividades da Igreja Universal foram suspensas em Angola, na África, depois da conclusão de um inquérito sobre amorte de 16 pessoas, por asfixia e esmagamento, em uma vigília realizada pela instituição, em um estádio de futebol, na capital angolana, há menos de um mês.