Por Elizangela Jubanski e Danaê Bubalo

idosa-via-calma

Idosa teve fraturas no braço e ferimentos na cabeça. Foto: DB/Banda B

Uma idosa de 72 anos teve ferimentos graves ao ser atropelada por um motociclista na Avenida Sete de Setembro na noite desta terça-feira (9) na altura do bairro Água Verde, em Curitiba. O trecho passou a ser chamado, recentemente, de Via Calma e os veículos não poderiam exceder a marca de 30 km/h. O motociclista parou para prestar atendimento à idosa, mas não confirmou que estava acima dessa velocidade.

Por volta das 19 horas, a idosa saia de uma igreja e atravessava a avenida Sete de Setembro quando foi atingida pela motocicleta CB 300, pilotada por um jovem de 22 anos. Segundo o piloto, ele seguia para a casa da mãe e não viu a idosa atravessando entre os carros.

Uma equipe do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) foi acionado e socorreu a mulher. “O impacto foi forte, causando diversas lesões. Ela tem uma fratura próximo ao punho, ferimento em cabeça e também na face. Ela estava confusa e bem desorientada, chegou estável no hospital, mas, por causa da idade, requer cuidado”, explicou o cabo Cordeiro do Siate.

A idosa foi encaminhada ao Hospital Cajuru e o quadro de saúde inspira cuidados. A avenida ficou parcialmente bloqueada durante o atendimento à vítima. O motociclista prestou esclarecimentos no local.

Sobre a Via Calma, a Secretaria Municipal de Trânsito informa que faz fiscalização no local diariamente e, para coibir velocidades acima do permitido, tem usado radares estáticos para fiscalização.