Por Luiz Henrique de Oliveira e Antônio Nascimento

Uma das idosas atropeladas na tarde do último domingo (18) na Rua Campina Grande do Sul, em Almirante Tamandaré, na região metropolitana de Curitiba, morreu nesta quarta-feira (21) no Hospital Evangélico, em Curitiba, depois de quase quatro dias internada. O corpo de Maria Mossanaqui, de 72 anos, já foi recolhido por familiares junto ao Instituto Médico Legal de Curitiba (IML).

No dia do atropelamento, Maria foi socorrida por uma ambulância do Siate ao Evangélico. Outra idosa que estava lá, Hildegard Marthe, de 67 anos, teve ferimentos considerados mais graves no momento do atropelamento e foi socorrida de helicóptero ao Hospital Angelina Caron. Apesar do ferimento considerado mais preocupante, Hildegard continua viva, já sua amiga não.

O atropelamento foi causado por uma mulher que estava em um carro e sofreu tonturas. Ela invadiu a calçada e atropelou as duas idosas que conversavam. A Polícia Civil investiga o caso.

Notícia Relacionada:

Mulher perde o controle e atropela idosas na RMC; uma foi socorrida de helicóptero