Da Redação

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) autorizou nesta terça-feira (20) o início das obras na divisa entre Colombo e Pinhais, a popularmente conhecida como “Trincheira da Vergonha”. A licença é referente à implantação do trevo localizado no quilômetro 17 da Rodovia Régis Bittencourt, a BR-116.

trincheira do atubaA licença, emitida após a realização de estudo de impacto ambiental, pareceres técnicos e realização de Reunião Pública, é válida por dois anos e está condicionada aos atendimentos das condicionantes definidas pelo órgão, entre elas a apresentação de relatórios trimestrais de andamento das obras e execução de Programas Ambientais, entre eles o de educação ambiental.

Em junho, a superintendente de Infraestrutura Rodoviária da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Viviane Esse, havia prometido em entrevista à Banda B que só faltava esse laudo para o início das obras.

“A obra vai resolver o problema no local, vai trabalhar com binário utilizando a já existente, vai dar fluidez ao trânsito e proporcionar segurança ao usuário. Ela deixará de ser a trincheira da vergonha”, afirmou na ocasião.

Notícia Relacionada:

“Não será mais a trincheira da vergonha”, diz superintendente da ANTT sobre trincheira do Atuba