SMCS

Dez novos leitos de UTI entraram em funcionamento nesta quarta-feira (1º) no Hospital do Trabalhador, uma ampliação que irá atender pacientes de Curitiba e Região Metropolitana que necessitam de assistência médica intensiva. O secretário de Saúde de Curitiba, Adriano Massuda, e a equipe da Secretaria Municipal de Saúde visitaram o hospital para acompanhar a instalação dos novos leitos.

A ampliação no número de leitos de UTI significa um impacto direto na melhoria do atendimento à população. “O Hospital do Trabalhador é um exemplo de sucesso da parceria entre as secretarias municipal e estadual e a Universidade Federal do Paraná. É uma instituição que atende exclusivamente pelo Sistema Único de Saúde e é uma importante referência para atendimento de urgência e emergência, principalmente na área de trauma, em toda a região de Curitiba”, disse Massuda.

O diretor geral do Hospital, Geci Labres, explica que foram contratados 46 funcionários para dar assistência aos pacientes que usarão os novos leitos de UTI, entre enfermeiros e técnicos de enfermagem. “Precisamos ter a certeza de que não teremos mais pacientes críticos fora do ambiente de UTI”, afirma.

O Hospital do Trabalhador de Curitiba tem gestão estadual e contrato com a Secretaria Municipal da Saúde, que será incrementado em aproximadamente R$ 270 mil mensais com a inclusão dos novos leitos no contrato, totalizando um repasse mensal de R$ 4,5 milhões. De janeiro a dezembro 2012, realizou 17.360 internações e 588.667 atendimentos. A unidade conta atualmente com 212 leitos, sendo que com a ampliação a UTI adulto ficou com 30 leitos, e a UTI neonatal com dez leitos.

O Ministério da Saúde repassou, em 2012, R$ 31,5 milhões para custear esses atendimentos hospitalares. O hospital possui diversas habilitações, tais como de UTI; videocirurgia; procedimentos de alta e média complexidade em traumato-ortopedia; transplante; tratamento de Aids; e hospital da criança, entre outras.