Do MP-PR

O Tribunal do Júri de Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais, condenou, na madrugada de sábado (2), dois homens a 21 anos de reclusão, cada um, pelo homicídio duplamente qualificado de um rapaz de 24 anos. A vítima, primo de um homem que tinha dívidas com traficantes de entorpecentes, recebeu quatro tiros de revólver. Na mesma sessão de julgamento, os réus também foram condenados pela tentativa de homicídio do devedor.

Os crimes foram cometidos na noite de 24 de setembro de 2012, no bairro Olarias, próximo ao Campo do Olinda, em Ponta Grossa. Segundo a acusação, os dois réus, de posse de revólveres calibre 38, abordaram as vítimas na rua, surpreendendo-as com diversos disparos, executados a curta distância. A primeira vítima conseguiu fugir, saltando muros de casas próximas ao local do crime. Já o segundo homem, alvejado com quatro disparos, não resistiu aos ferimentos e morreu em seguida.

O Ministério Público sustentou, durante o julgamento, que os réus pretendiam executar somente o que tinha dívidas referentes ao tráfico de drogas, no valor de quase R$ 2 mil. Já o primo do devedor teria sido morto apenas porque estava junto com ele no momento da ação.

Somadas outras condenações (por tráfico de drogas, porte ilegal de armas de fogo, etc), cada um deles deverá cumprir pena de mais de 30 anos de reclusão. Ambos já se encontram recolhidos no sistema penitenciário estadual, na Região Metropolitana de Curitiba.