Do Portal A Rede

Sandro Luiz Ramos Araki, 40 anos de idade, conhecido como ‘Sandro Japa’ foi condenado a 36 anos, sete meses e 15 dias de reclusão de prisão – ele é acusado de matar a professora Andrea Câmara de Luca em junho de 2014. Segundo as investigações, na noite de 13 de julho de 2014, no apartamento da vítima, o réu tentou constrangê-la a entregar a senha do cartão de crédito, batendo-lhe a cabeça contra a parede e desferindo-lhe golpes de faca. Os ferimentos acabaram causando a morte da vítima.

parana

(Foto: Portal A Rede)

Durante as agressões, o criminoso manteve em cárcere privado a filha da professora, de apenas nove anos de idade, trancando-a no quarto, de onde ela só conseguiu sair por volta das 13 horas do dia seguinte, após pedir ajuda a um transeunte que passava em frente ao local. Depois de agredir a namorada, o réu furtou seu veículo e outros objetos.

Sandro foi condenado pelos crimes de extorsão qualificada pela morte, furto qualificado e cárcere privado qualificado. De acordo com o promotor de Justiça Marcelo Augusto Ribeiro, titular da 16ª Promotoria de Justiça de Ponta Grossa, que atuou no caso, o crime teve grande repercussão em Ponta Grossa, dada a gravidade e a brutalidade dos delitos e a fato de a vítima ser uma professora conhecida na cidade.

Para ler a matéria completa no Portal A Rede clique aqui.