Por Luiz Henrique de Oliveira e Antônio Nascimento

Um homem que descansava dentro de um caminhão na Rua Marechal Rondon, no Parque Industrial, bairro Capão Raso, em Curitiba, foi executado a tiros, no fim da madrugada desta terça-feira (30). A polícia tenta decifrar se Jorge Huida Sobrinho, de 48 anos, foi executado ou vítima de um assalto, com a possibilidade mais forte para a segunda hipótese.

execucao

Caminhoneiro foi executado a tiros (Foto: Antônio Nascimento – Banda B)

De acordo com testemunhas, por volta das 5h três homens em um Fiat Palio desceram para abordar Huida, que teria reagido a um possível assalto. “Nós ouvimos três tiros e chegando aqui ele levou um no peito. Era um rapaz que costumava pernoitar aqui na rua, já que tinha uma namorada na região”, afirmou uma testemunha do crime.

A informação é que ontem à noite o caminhoneiro, natural de Pitanga, região Central do Paraná, havia buscado uma carga de adubo no Porto de Paranaguá. O destino seria Mamborê, também no interior do Estado, mas antes Huida foi ao encontro da namorada.

“A companheira esteve com ele até por volta das 2h e depois voltou para casa. Ele ficou sozinho e acabou sendo vítima do possível assalto. Acho que eles queriam levar os pertences da vítima”, descreveu um morador da rua em que o crime aconteceu.

Inicialmente, a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o caso. Um morador de rua que testemunhou o crime foi levado à DHPP para ser ouvido. Se comprovado a hipótese de um latrocínio (roubo seguido de morte), o caso será repassado à Delegacia de Furtos e Roubos de Curitiba (DFR).