Por Marina Sequinel e Antônio Nascimento

Ademir Aparecido Orlando, de 49 anos, morreu na tarde desta quarta-feira (11) depois de passar o dia aguardando leito em Unidade de Saúde em Agudos do Sul, a 67km de Curitiba. Segundo familiares, Ademir estava com problemas no coração e passou mal pela manhã. Ele deu entrada na unidade da cidade às 9h e, até 16h30, não conseguiu vaga no pronto-socorro. Com a falta de atendimento, ele não resistiu e acabou falecendo.

O irmão, Carlos Orlando, explicou que Ademir já tinha cirurgia marcada no Hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul, para o dia 23 de setembro. Nesta terça-feira (10), ele fez exame de cateterismo no mesmo local, foi medicado e enviado para casa.

“Quando chegou a noite, ele começou a passar mal. Hoje pela manhã nós o levamos para a Unidade de Saúde, mas não tinha vaga para ele. A própria unidade consultou a central de leitos, mas nenhum hospital queria aceitá-lo, porque ele já tinha cirurgia marcada no Angelina Caron”, explicou à Banda B. Carlos reclamou ainda da situação precária da saúde no estado. “É complicado, não dá mais para continuar assim”, concluiu.

Segundo a enfermeira-chefe da Unidade de Saúde de Agudos do Sul, Vivane Andrade, não havia nenhum leito disponível no sistema da central, nem mesmo no hospital Angelina Caron. “Nós fizemos tudo o que foi possível mas, infelizmente, não havia vaga”, lamentou a enfermeira.