Juliano Cunha/Banda B
Rafael de Almeida Oliveira foi socorrido pelo Siate em estado gravíssimo até o Hospital Cajuru.

Um carro de luxo atropelou um ciclista no final da noite desta segunda-feira (1º) em Curitiba e fugiu sem prestar socorro à vítima. O atropelamento aconteceu na rua Almirante Tamandaré, no bairro Alto da XV, em Curitiba. Rafael de Almeida Oliveira, de 32 anos, foi socorrido pelo Siate em estado gravíssimo até o Hospital Cajuru. Até o início da manhã o motorista que causou o acidente não havia sido identificado.

Testemunhas contaram que Rafael pedalava a bicicleta pela rua Almirante Tamandaré quase no cruzamento com a rua Itupava quando foi atropelado pelo veículo que estava sendo dirigido por um homem de cabelos grisalhos, aparentando 60 anos. O motorista chegou a parar, mas fugiu do local sem prestar socorro à vítima.

“Eu estava dentro do meu terreno quando ouvi a pancada, então subi no muro e vi um carro parado quase em frente a minha casa. Tinha um senhor grisalho que pegou no telefone. Eu olhei para trás e vi o ciclista no chão. Quando corri para pegar a chave do portão e o telefone, o motorista avançou e fugiu”, contou uma testemunha que viu o carro do atropelador.

A testemunha acredita que o motorista poderia estar sob efeitos de álcool. “Não era um moleque, era um senhor com um carro de luxo. Deveria estar alcoolizado porque não parar para prestar atendimento nestas condições é mesmo um absurdo”, se revolta.

Ainda, o que pode ajudar na identificação do carro é que o parachoque ficou danificado e o vidro do lado direito quebrou. O veículo é cinza e tem teto preto. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o estado de saúde de Rafael era gravíssimo, como explicou o Soldado Garret, logo após o transporte da vítima ao Hospital Cajuru.

“Ele corre risco de morte porque está com sangramento no crânio por causa do traumatismo. O que ajudou é que ninguém mexeu nele porque ele estava virado com o rosto para baixo. Se alguém tivesse mexido no corpo dele para virá-lo de barriga para cima, poderia ter levado sangue ao pulmão. Vamos torcer para que dê tudo certo. Uma vítima que inspira muito cuidado”,

As câmeras de segurança dos prédios e condomínios próximos ao local flagraram o atropelamento. Elas vão auxiliar nas investigações para descobrir o motorista que fugiu sem prestar socorro ao ciclista.