Da Redação com MP-PR

O Tribunal do Júri de Rio Branco do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, condenou a 16 anos e sete meses de prisão o mandante do assassinato de um candidato a prefeito de Almirante Tamandaré, em 2000. Azemir João de Barros é irmão do ex-prefeito Antonio Cesar Manfron de Barros (PSC), que ocupava o cargo naquele ano. De acordo com o Ministério Público do Paraná (MP-PR), Alzemir teria encomendado o crime porque a vítima seria um forte candidato contra a reeleição do então prefeito.

Segundo a denúncia do MP-PR, o réu contratou três homens para sequestrar e ferir o adversário político, como meio de intimidá-lo para que desistisse de se candidatar à prefeitura. Após o sequestro, atiraram na perna da vítima e a abandonaram em local isolado, no município vizinho de Rio Branco do Sul. O ferimento acabou causando-lhe a morte.

Ainda cabe recurso da sentença. Quanto aos cúmplices do crime, dois dos autores do homicídio já falecerem, e o terceiro foi condenado em 2014, mas segue encontra foragido.