A greve dos vigilantes em todo o Paraná já afeta inúmeras agências em Curitiba. Nesta sexta-feira (1°), praticamente todos os atendimentos do Banco do Brasil, Caixa, Santander, HSCB e Itaú na região central da capital estão parados, sem previsão de volta. Na maioria dos bancos, localizados nas Ruas Marechal Deodoro da Fonseca e XV de Novembro, cartazes avisavam sobre a paralisação.

Outros bancos espalhados por bairros de Curitiba estão fechados. Relatos de ouvintes da Rádio Banda B dão conta que agências no Fazendinha, Batel e Capão da Imbuia estão fechados. Já na região metropolitana de Curitiba, a maioria que ligou à emissora garantiu ter ido tranquilamente ao banco.

É importante ressaltar que o uso de caixas eletrônicos não está sendo afetados, uma vez que o abastecimento deles é feito por empresas terceirizadas. No interior, a cidade de Londrina foi afetada pela paralisação, já em Maringá, as agências bancárias estão funcionando normalmente.

Paralisação

Vigilantes em todo o Paraná entram em greve nesta sexta-feira (1º) por tempo indeterminado. A decisão foi tomada em assembleia, na noite desta quinta-feira (31). O principal reflexo da greve deverá ser o fechamento das agências bancárias. Por lei, nenhuma agência pode abrir sem a presença de pelo menos dois vigilantes

A categoria reivindica aumento de salário real, além da reposição da inflação de 2012, que conforme o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) chegou a 6,37%. Eles também querem aumento de R$ 20 no vale-alimentação e o pagamento da diferença no adicional de periculosidade. Os trabalhadores querem que esse valor atinja 30% do salário-base. Em todo o estado, a categoria emprega cerca de 25 mil trabalhadores.

Orientação Procon

A paralisação dos vigilantes, anunciada pelo sindicato da categoria deve prejudicar os consumidores, já que as agências bancárias devem permanecer fechadas. De acordo com Claudia Silvano, diretora do Procon Paraná, nenhum prejuízo, em razão desta paralisação ou de sua continuidade, pode ser imposto ao consumidor. “Questões entre empregados e empregadores e ainda bancos e prestadores de serviços não devem resultar ou trazer prejuízos aos consumidores”, afirmou.

O órgão de defesa de consumidor orienta ainda que se algum consumidor tiver qualquer prejuízo, deve formalizar reclamação no Procon-PR. “É importante, todavia, lembrar que existem opções para realização de algumas transações como pagamentos, por exemplo, que podem ser feitos pela Internet, lotéricas, farmácias, mercados ou outros”, diz uma nota emitida pelo órgão.

Se você viu alguma agência bancária fechada ou aberta, participe no comentário abaixo.