Redação

A greve dos bancários, que afeta todo o país, entra nesta terça-feira (13) em seu 8º dia sem nenhum sinal de acordo pela frente. O Sindicato dos Bancários de Curitiba e região faz hoje, uma assembleia no Espaço Cultural dos Bancários (Rua Piquiri, 380), a partir das 17 horas. Porém, essa assembleia tem apenas caráter informativo, de organização e avaliação da greve deflagrada na semana passada. Segundo o Sindicato, ainda não há sinalização de retomada das negociações por parte da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e, enquanto não houver nova proposta, não haverá deliberação ou votação para o fim da greve.

greve banco1

Greve entra nesta terça em seu 8º dia

Na sexta-feira (9), a greve nacional da categoria bancária completou quatro dias. De acordo com estimativa do Sindicato, bancários de 248 agências aderiram ao movimento, e somando-se aos funcionários de 11 centros administrativos de bancos da capital, cerca de 12,7 mil bancários estão em greve, percentual que corresponde a 69% da categoria. Em Curitiba e região trabalham 18.525 bancários (dados do Caged de agosto/2015), distribuídos em 539 agências e centros administrativos.

Greve no Paraná

De acordo com apuração da Fetec-CUT-PR, 582 agências bancárias estão paralisadas nas bases de Apucarana, Campo Mourão, Cornélio Procópio, Curitiba, Guarapuava, Londrina, Paranavaí, Toledo e Umuarama, com aproximadamente 17,3 mil bancários de braços cruzados. Essas bases representam 80% da categoria no Estado. Em todo o Paraná a categoria é formada por 31.514 trabalhadores (Caged/ago2015), distribuídos por 1.592 agências (BC/set2015).

Negociações

As negociações com os representantes dos bancos foram finalizadas no dia 25 de setembro, com a apresentação de uma proposta reduzida, de 5,5% de reajuste de salários e benefícios mais abono de R$ 2.500, para uma inflação de 9,88% no período, e prevendo somente a remuneração.