Da Redação

Completa dez dias nesta quinta-feira (15) a greve nacional dos bancários. Em Curitiba e região metropolitana, o movimento segue avançando e chegou a 290 agências e 11 centros administrativos fechados. Ainda segundo o balanço do Sindicato dos Bancários de Curitiba, 13,6 mil trabalhadores estão de braços cruzados.

grevebancarios10dias

Foto: Divulgação

Segundo o presidente do sindicato, Elias Jordão, a categoria tem sentido um grande apoio da população durante a greve. “Estamos fazendo um trabalho de conscientização junto às pessoas. Mostramos como os bancos estão criando clima de insegurança, de demissão e o quanto estão lucrando. Os clientes compreendem que há má vontade dos patrões e acabam apoiando a nossa causa”, afirma.

Algumas das reivindicações da campanha salarial dos bancários incluem reajuste de 16% no salário, sendo 5,6% de aumento real, com inflação de 9,88% (INPC); participação nos lucros de R$ 7.246,82; e piso de R$ 3.299,66. A categoria reivindica ainda o fim das demissões nos bancos, ampliação das contratações e combate às terceirizações, a fim de melhorar as condições de trabalho e o atendimento à população, além de melhorar a segurança nas agências bancárias.

Os bancários aguardam posicionamento da Fenaban para a retomada das negociações.

Paraná

No estado, segundo a Federação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito do Paraná (Fetec-CUT-PR), 709 agências e 11 centros administrativos estão fechados, somando a adesão de 18,7 mil trabalhadores à mobilização. Do total, são 290 agências bancárias paralisadas em Curitiba e região e outras 419 nas demais regionais do interior (Apucarana, Arapoti, Campo Mourão, Cornélio Procópio, Guarapuava, Londrina, Paranavaí, Toledo e Umuarama).