A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (SEIL) e a Agência Paraná de Desenvolvimento (APD) vão trabalhar juntas para captar R$ 9,3 bilhões em recursos para projetos e programas na área de infraestrutura do Estado do Paraná. A intenção é buscar recursos em agências de fomentos, financiamentos públicos e recursos internacionais, que permitam a modernização da infraestrutura paranaense.

“O Governo do Paraná fez sua parte e hoje tem projetos para a ampliação e modernização da infraestrutura do Estado, melhorando a competitividade da nossa agricultura e indústrias, que terão melhores estradas, portos, ferrovias, aeroportos e poliduto para escoarem seus produtos”, disse o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho.

No encontro com técnicos da Agência, a coordenadora de Gestão de Planos e Programas de Infraestrutura e Logística, Rejane Karam, disse que os R$ 9,3 bilhões são para grandes projetos estruturais e que mais recursos estão sendo captados para outras obras de melhoria da infraestrutura entre os municípios.

Dentro dos projetos apresentados estão o corredor da BR 101 – uma importante ligação do Litoral com os Portos – e o projeto do Trem Pé-Vermelho (ramal ferroviário entre as regiões metropolitanas de Maringá e Londrina). Somente na implantação da nova rodovia federal, cujos estudos estão sendo feitos pelo Governo do Paraná, será investido R$ 1,5 bilhão. E no projeto Trem Pé-Vermelho são mais R$ 670 milhões.

Outro projeto prioritário para o Paraná é a construção do aeroporto Arco Norte. Com valor estimado em R$ 4 bilhões, o Arco é um plano estratégico de desenvolvimento econômico da região Norte do Paraná, a partir da construção de um aeroporto internacional de cargas em Londrina.

Além desses, o conselho da APD, composto pelo diretor-presidente da Agência, Carlos Alberto Gloger, e pelo diretor-técnico, Henrique Ricardo dos Santos, conheceram a proposta de modernização do Corredor de Exportação (com a ampliação da Infraestrutura de acostagem), o poliduto e gasoduto Paraná, o terminal em alto-mar de desembarque e embarque de gás natural liquefeito e o projeto de monitoramento de câmeras. Todo estes projetos passam de R$ 3 bilhões.

APD – A Agência Paraná de Desenvolvimento foi criada no governo do Beto Richa para atuar na atração de novos investimentos para o Estado. A função da Agência é promover a inovação e a modernização tecnológica, melhorando a competitividade, a prestação de serviços e a geração de empregos nas empresas instaladas no Estado.

Além disso, a APD também apoia empresas já existentes por meio de convênios e parcerias comerciais, como vai acontecer com a SEIL.

Saiba mais sobre o trabalho do governo do Estado em: http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br