O Governo do Estado está recuperando 25 quilômetros de rodovias rurais do Oeste do Paraná com o uso pedras poliédricas (pedras irregulares). O trabalho está em execução em seis municípios, melhorando o acesso das zonas rurais até as rodovias estaduais.
“O calçamento de pedras poliédricas melhora o alinhamento da rodovia e facilita o escoamento de produtos da região, além de trazer mais segurança ao acesso do transporte escolar, dos serviços de saúde e a outros municípios”, disse o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho.
A execução do calçamento acontece nos municípios de Cruzeiro do Iguaçu, no trecho de Linha Salto Canoas; Marmeleiro, no trecho Linha Mariot; Nova Esperança do Sudoeste, no trecho estrada municipal Rio Mombuco; Nova Prata do Iguaçu, no trecho Linha Estrela – Pagani – Bellé; Salto do Lontra, no trecho Barra do Lontra – PR 471; e Santa Izabel do Oeste, no trechos Linha Nova Estrela – Linha Sarandizinho.
A colocação de pedras poliédricas é feita em parceria com os municípios. O Governo do Estado repassa recursos para as prefeituras, que contratam equipes da região para colocar as pedras. O transporte também é pago pelo Estado. Os convênios são feitos nas regiões onde há abundância de pedras basálticas.
PROGRAMA – O Governo do Paraná está ampliando o programa de calçamento de rodovias. Com isto serão abertas 4 mil vagas de emprego nos próximos dois anos. A meta é atender 120 municípios do Estado.
Nos dois primeiros anos deste governo, a Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística recuperou cerca de 150 quilômetros de estradas rurais, beneficiando aproximadamente um milhão de paranaenses que vivem em 49 municípios.
“Nos dois primeiros anos, este programa gerou 1,2 mil empregos, com o repasse de R$ 12 milhões. Agora o programa vai ser ampliado atingindo um número maior de municípios e ajudando a movimentar a economia das pequenas cidades paranaenses”, disse o secretário José Richa Filho.