Duzentos internos da Penitenciária Estadual de Cruzeiro do Oeste iniciaram nesta terça-feira (23) aulas de alfabetização e dos ensinos fundamental e médio. Com isso, todas as 31 unidades do Sistema Penitenciário do Paraná passam a contar com atividades educacionais para presos.

No total, são 6.544 presos que aproveitam a oportunidade de estudar ou se aperfeiçoar profissionalmente dentro das unidades sob responsabilidade da Secretaria de Estado da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos. “Estamos vencendo uma importante etapa dentro de uma de nossas prioridades que é transformar as prisões em ambientes de paz e não violência, promovendo a cidadania e os direitos humanos”, afirma a secretária Maria Tereza Uille Gomes. Ela explica que escolarização e trabalho são ferramentas essenciais no processo de ressocialização e reinserção social do apenado.

As ações educacionais nas prisões são possíveis pela parceria com a Secretaria da Educação, que disponibiliza, atualmente, 323 profissionais entre professores, pedagogos e assistentes administrativos aos oito Centros Estaduais de Educação Básica de Jovens e Adultos (Ceebja), responsáveis pela escolarização básica em todo o Sistema Penal do Paraná.

EXPANSÃO – As aulas na Penitenciária de Cruzeiro do Oeste, que tem 550 internos, serão nos períodos da manhã e tarde, ministradas por 21 professores, que se revezarão em cinco salas de aula com 20 alunos cada, além do solário da unidade, que será ocupado para as aulas de educação física e de um canteiro de trabalho onde haverá aulas de arte.

Os professores passaram, recentemente, por edital de seleção organizado pela Secretaria de Estado da Educação para que pudessem atuar na penitenciária. “O número de 200 apenados atende a expectativa. Vamos viabilizar novos espaços no estabelecimento para que todos os interessados possam estudar”, disse o diretor da unidade Edgar Banhos. Estão sendo organizados cursos de qualificação profissional com parceiros como o Senac (comércio) e o Senai (indústria).

A coordenadora de Educação, Qualificação e Profissionalização de Apenados, do Departamento de Execução Penal (Depen), Glacélia Quadros, informa que 87 detentos de Cruzeiro do Oeste farão as provas do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos, que garante o certificado do ensino fundamental. As provas serão em 14 de maio, data agendada para as pessoas privadas de liberdade em todo país. Segundo ela, em todo o Paraná, 1.326 detentos farão o exame.

Do total de detentos nas unidades administradas pela Secretaria da Justiça que estão estudando, 964 participam do projeto remição da pena pelo estudo através da leitura, 4.057 cursam o ensino fundamental, 856 o ensino médio, 16 estão no ensino superior e 651 fazem cursos de qualificação profissional.

INAUGURAL – A aula inaugural foi dada pela juíza de Direito da Vara de Execução Penal e corregedora dos Presídios de Cruzeiro do Oeste, Helênika de Souza Pinto Sperotto. Participaram da solenidade o prefeito de Cruzeiro do Oeste, Valter Pereira da Rocha; o chefe do Núcleo Regional de Educação de Umuarama, Adalberto Carlos Rigobello; o frei Eusébio Luiz Pereira, da Pastoral Carcerária; e Tereza Vieira Teologides, do Conselho da Comunidade.