O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) investiu cerca de R$ 1 milhão em melhorias na Ilha do Mel, nos anos de 2011 e 2012. Entre as obras realizadas destacam-se as reformas do trapiche da praia de Brasília e das pontes das praias de Brasília e de Encantadas; a retirada de entulhos; aquisição de dois carrinhos em madeira para a coleta de lixo e a instalação de um receptivo para atendimento ao turista na praia de Encantadas.

Para o próximo mês de março, está prevista a entrega de dois carrinhos elétricos que também irão auxiliar a coleta de lixo e o início das reformas na praça de alimentação. Os investimentos foram debatidos em reuniões com representantes das instituições públicas e das comunidades locais, durante a revisão da Lei de Plano de Uso da Ilha do Mel.

Os recursos são oriundos da arrecadação do ingresso de visitação, de medidas compensatórias e do IAP, através da Diretoria de Biodiversidade e Áreas Protegidas. O chefe do escritório local da Ilha do Mel, Paulo Nogueira, explicou que para isso foram feitas várias reuniões entre o IAP, prefeitura de Paranaguá e moradores da Ilha.

“Nós realizamos, ao longo desses anos, várias reuniões, nas quais identificamos situações emergenciais e procuramos, em conjunto, atender às necessidades da melhor forma e no tempo mais breve possível. As deliberações terão um impulso a mais a partir de agora, com a reativação do Conselho Gestor, que durante as primeiras reuniões já criou dois grupos de trabalho. Um para tratar do saneamento e outro para tratar do Plano de Sustentabilidade para a Ilha do Mel”, explicou Nogueira.

O IAP investiu na implantação do Plano de Manejo do Parque Estadual Ilha do Mel e na revisão do Plano de Manejo da Estação Ecológica da Ilha do Mel. Os estudos mostram quais atividades podem ser realizadas em cada local e de que forma as Unidades de Conservação podem ser exploradas. Também adquiriu uma embarcação para auxiliar na fiscalização e na manutenção das cercas existentes para proteger as Unidades de Conservação.

Segundo o presidente do IAP, Luiz Tarcísio Mossato Pinto, os investimentos são resultados da parceria firmada entre o órgão e a comunidade, através do escritório local.

“Desde que assumimos, procuramos manter um diálogo próximo com a população da Ilha, que está se traduzindo em investimentos, de acordo com as necessidades apontadas por eles. Nós também estamos discutindo com os moradores outros assuntos de ordem burocrática e que vão favorecer na preservação do meio ambiente e melhorias na qualidade de vida deles, como é o caso da revisão da Lei de Plano de Uso da Ilha”, afirmou.