O Governo do Estado vai recuperar as instalações do Colégio Estadual Pilar Maturana, no Bairro Alto, em Curitiba. Inaugurado em 2006, na gestão anterior, o prédio foi entregue com graves problemas estruturais. O investimento na recuperação do prédio escolar é de quase R$ 1 milhão, e as obras começam dentro do um mês.

“Apesar de ser novo, o prédio tem problemas graves que precisam ser resolvidos para dar mais tranquilidade e segurança à comunidade escolar”, diz o diretor da Superintendência de Desenvolvimento Educacional, Jaime Sunye. No colégio estudam cerca de 1.400 alunos em três turnos além de atividades de contraturno.

As intervenções serão feitas basicamente na drenagem para resolver o problema de infiltração, que deixa os ambientes insalubres. No ginásio de esportes, além de problemas com ventilação pela falta de janelas, parte do piso da quadra afundou. Com a nova obra as imperfeições serão resolvidas.

O diretor do colégio, Marco Bianchessit, comemorou o anúncio da obra. “O governo agiu rápido. Fizemos o pedido no ano passado, mas por ser uma obra grande e complexa, a resposta positiva veio rápida”, diz o diretor. Para monitorar as obras, o colégio montou uma comissão de acompanhamento dos trabalhos com a participação da comunidade local. “Vou levar a novidade do começo da obra para a comissão, que ficará satisfeita”, disse o diretor.