Os professores estaduais do Paraná irão receber o pagamento das férias até o final de janeiro, de acordo com informações do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná (APP). A dúvida quando ao compromisso ser honrado pelo Estado veio à tona por conta do contracheque de janeiro, divulgado na última sexta-feira, não ter discriminado terço de férias.

Em entrevista à Banda B nesta terça-feira (29) Marlei Fernandes de Carvalho, presidenta da APP, confirmou que o Governo reviu a folha de pagamento e pediu a retirada do contracheque do ar. “No mesmo dia que soubemos do que aconteceu mantivemos contato com o Flávio Arns, secretário de Educação, e ele nos garantiu que até quarta-feira os professores vão receber as férias”, disse Marlei.

De acordo com a sindicalista, o imbróglio segue com relação aos professores que não completaram um ano de serviço. “Nós ainda temos alguns professores que estão sem contracheque, aqueles sem um ano de contrato e que só vão receber, de acordo com o Arns, quando completarem um ano. Entendemos que este pagamento deveria ser feito de forma proporcional e vamos tentar cobrar para ser feito desta forma”, concluiu.

O holerite de janeiro, devidamente corrigido com as férias, já está disponível aos professores, de acordo com a APP.