Comissão integrada por membros do Exército e do Governo do Estado discutiu a segurança para a Copa do Mundo 2014, com representantes do Ippuc – Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba. A reunião na quarta-feira (8) serviu para integrar protocolos e compartilhar recursos do Ippuc, como geoprocessamento e pesquisas técnicas.

O grupo foi formado pelo comandante-geral da 5.ª Região Militar e 5.ª Divisão do Exército, general Luiz Felipe Kraemer Carbonell; pelo coordenador dos assuntos da Copa 2014, general Fernando Marques de Freitas; pelo coronel Rômulo Marinho; pelo secretário estadual para Assuntos da Copa, Mario Celso Cunha, e pelo major da Polícia Militar Adilson dos Santos, da Câmara Temática de Segurança.

A comitiva foi recebida pelo presidente do Ippuc, Sérgio Pires, pelo secretário municipal da Copa, Reginaldo Cordeiro, e pelo coronel Renê Witek, coordenador do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) de Segurança Pública Municipal.

“Estamos estabelecendo critérios de ação unificada. Um dos pontos que precisamos definir se refere ao espaço aéreo, principalmente sobre o aeroporto do Bacacheri, pois isto implica diretamente a mobilidade urbana”, disse Sérgio Pires. Mario Celso disse que a equipe de planejamento vai contribuir muito no processo de preparação para o mundial.

O general Freitas estima que serão usados cerca de 3.200 militares na Copa 2014, no Paraná. “Vamos comandar algumas ações e colaborar em outras, colocando nossa tropa à disposição para doação de sangue, para manter um banco de sangue permanente, em caso de emergência”, informou o general.