O governo do Paraná autorizou nesta quinta-feira (07) a duplicação da BR 376, conhecida como Rodovia do Café, que liga Ponta Grossa e Apucarana. O valor do investimento é de R$ 1,2 bilhão e a concessionária CCR RodoNorte terá sete anos para concluir a obra de 231 quilômetros. O trecho tem um tráfego diário de 10 mil veículos.

O governador Beto Richa afirmou que a duplicação é uma conquista importante para o Estado, que se viabiliza após 30 anos da conclusão da rodovia. “Estamos despolitizando a relação com as concessionários e garantindo mais obras, segurança e qualidade no transporte pelas rodovias do Paraná”, disse o governador.

A duplicação vai começar em 90 dias a partir do Trevo do Caetano, em Ponta Grossa. O primeiro trecho terá 20 quilômetros, sendo que 11 quilômetros devem ser entregues em 15 meses. Ainda neste ano será aberta mais um frente de trabalho, de mais 20 quilômetros a partir de Apucarana. O trecho inicial, de nove quilômetros, vai até Califórnia.

Richa apontou que o último grande investimento feito na BR foi em 1986, com a duplicação do trecho entre Spréa e Ponta Grossa. O projeto de construção da nova pista, ao lado do traçado atual, inclui intervenções para correções da geometria de curvas, entre outras melhorias.

O governador destacou também que o Governo do Estado realiza investimentos de R$ 12,5 bilhões em obras de infraestrutura por todo o Paraná por meio do Proinfra – Programa de Modernização da Infraestrutra. Somente para a recuperação e melhoria da malha rodoviária estão sendo investidos R$ 840 milhões em obras nos 11,8 mil quilômetros de estradas estaduais.

As concessionárias estão investindo R$ 250 milhões nas rodovias. Estão em execução as duplicações dos trechos entre Medianeira e Matelândia (BR-277), e entre Jandaia do Sul e Apucarana (BR-369), além das construções dos contornos de Campo Largo (BR-277), e de Mandaguari (BR-376). “São obras que só foram possíveis com a volta do diálogo entre o governo e as empresas. É o caminho para melhorar a vida de todos os paranaenses”, destacou o governador.

O presidente da CCR RodoNorte, Silvio Marchiori, destacou a atual relação de respeito e entendimento com o governo estadual, com a retomada de investimentos nas rodovias concessionadas. “A duplicação deste trecho representa uma conquista de todos os paranaenses e que só foi possível pelo resgate da relação das empresas com o governo”, afirmou.

“O Governo do Estado está investindo de forma sistêmica, integrando grandes corredores rodoviários que impulsionam o deslocamento de pessoas e o escoamento da produção agrícola”, disse o secretário estadual da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho. Os prefeitos de Ponta Grossa, Marcelo Rangel, e de Apucarana, Beto Preto, participaram da cerimônia, que aconteceu o Trevo do Caetano, em Ponta Grossa.