Da AEN

O governador Beto Richa anunciou nesta quarta-feira (14/05) a contratação de 75 novos delegados da Polícia Civil. Com isso, todas as Comarcas do Estado terão delegados. “Estamos resolvendo um problema histórico que herdamos. Cerca de 50 comarcas não contam com um delegado de polícia no Paraná”, disse o governador.

A contratação de delegados é uma das medidas do programa Paraná Seguro, que permitiu a incorporação de novos policiais aos quadros das polícias Civil, Militar e Científica, aquisição de novas viaturas e investimentos em tecnologia e equipamentos. “Com as ações, o governo está promovendo a total reestruturação das unidades de segurança do Estado”, ressaltou Richa.

“Pela primeira vez, o Estado terá um delegado em cada comarca”, reforça o secretário da Segurança Pública, Leon Grupenmacher. “Além de todas as comarcas, haverá reforço no efetivo de delegados em Curitiba, Região Metropolitana e nas principais cidades-polo do interior”, acrescentou.

Mais policiais

A apresentação dos delegados acontecerá no próximo dia 21. Na mesma ocasião, serão apresentados 413 novos investigadores e 48 papiloscopistas. Eles são remanescentes de concurso público realizado em 2009. “Dessa forma, o governo Beto Richa cumpre todos os compromissos assumidos na área de segurança, antes do prazo determinado”, afirma Grupenmacher.

A contratação dos investigadores e papiloscopistas será possível graças à promoção de mais de mil policiais civis, assinada pelo governador Beto Richa no final de abril, e que também era reivindicação da classe.

“Este governo assumiu vários passivos na área de segurança e está resolvendo problemas que se acumularam por décadas”, destaca o delegado-geral da Polícia Civil, Riad Braga Fhrat.

Reforço

Em março, o governador autorizou a convocação de 2.631 candidatos aprovados em concurso público da PM para a realização dos testes de aptidão física e entrega de exames. São 2.222 policiais e 409 bombeiros. É a segunda chamada do concurso que está contratando 4.445 policiais militares e 819 bombeiros para atuar em todas as regiões do Paraná.

Uma primeira turma de convocados, formada por 2.223 PMs e 210 bombeiros, foi chamada no ano passado e começa a trabalhar em junho. O concurso foi o mais concorrido da história da corporação, com mais de 120 mil inscritos.

Em 2012, governo fez a maior contratação de policiais da história do Paraná, com a incorporação de 3.120 novos policiais militares, civis e bombeiros.

Atualmente, o Paraná tem 21.213 policiais militares e bombeiros. “Tínhamos um efetivo de 17 mil soldados e em três anos houve um acréscimo real de quatro mil homens”, explicou o comandante da PM, coronel César Kogut.