O governador Beto Richa assinou nesta quinta-feira (04) convênio para o repasse de R$ 6,2 milhões para ampliação do Aeroporto Governador José Richa, em Londrina. Os recursos serão utilizados pela prefeitura para a desapropriação de terrenos na parte sul do aeroporto, permitindo as obras de ampliação da pista e do terminal de passageiros.

“O Governo do Estado assumiu a responsabilidade de realizar investimentos no aeroporto de Londrina, garantindo mais desenvolvimento e segurança para milhares de usuários”, afirmou o governador. A assinatura do convênio foi realizada durante a abertura da 53ª ExpoLondrina.

Richa anunciou também a construção de uma passarela sobre a Avenida Tiradentes (BR-369), em frente à entrada do Parque de Exposições Governador Ney Braga, onde é realizada a exposição agropecuária da cidade, que é uma das mais importantes do País no segmento. O governador destacou ainda que o governo realiza a duplicação de 17 quilômetros da PR 445, entre Londrina e Cambé.

O atual repasse completa os investimentos do governo estadual para a desapropriação de terrenos, necessária para a melhoria do aeroporto. No ano passado, o Estado já havia destinado R$ 9,7 milhões para o início das desapropriações. Com o recurso, a prefeitura poderá desapropriar 29 mil metros quadrados.

Com isto, poderão ser construídos mais três mil metros quadrados de área. O projeto de ampliação, que deve ser concluído em 2015, prevê ainda mais 600 metros de pista, a instalação do Sistema de Pouso por Instrumento (ILS CAT I), Estação Metereológica de Superfície Classe I (EMS – I), Sistema de Luzes de Aproximação (ALS I) e novo (equipamento de proteção ao vôo (DVOR).

“O Governo entende o seu papel de indutor de melhoria da infraestrutura do Paraná. Por isso, o Estado assume a responsabilidade de viabilizar investimentos, sejam privados ou federais, que tragam benefícios aos paranaenses”, disse o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho.

MOVIMENTO – O aeroporto Governador José Richa é administrado pela Infraero e tem a segunda maior movimentação de aeronaves e passageiros no Paraná, depois do Aeroporto Afonso Pena, localizado em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. A ampliação do terminal de passageiros é necessária para atender a demanda, que atualmente é de quase um milhão de pessoas por ano. O número deve dobrar com a expansão.

O radar, por sua vez, vai garantir maior controle dos voos com aumento da demanda. O equipamento tornará mais segura a informação sobre a localização das aeronaves. Atualmente, a central da Infraero em Londrina controla 23 aeroportos da região.

“A prefeitura foi atendida mais uma vez pelo governo estadual, que já concedeu importantes investimentos para Londrina. É uma parceria necessária para a melhoria da qualidade de vida de toda a região”, disse o prefeito do município, Alexandre Lopes Kireeff. Ele destacou que a ampliação do aeroporto promoverá ainda mais a industrialização e evitará o cancelamento de voos e o fechamento da pista para pousos e decolagens.

EXPOLONDRINA – Richa participou da abertura da 53ª edição da ExpoLondrina, uma das maiores feiras agropecuárias do País. “A feira é um orgulho para todos os paranaenses, uma oportunidade de mostrar as potencialidades agropecuárias do nosso Estado para todo o Brasil”, destacou o governador.

De acordo com os organizadores, a expectativa para este é de que mais de 400 mil pessoas visitem a feira, entre 04 e 14 de abril. “A passarela anunciada pelo governador vai trazer mais segurança para os frequentadores da feira”, disse o presidente da Sociedade Rural do Paraná, Moacir Norberto Sgarioni.

Participaram do evento o senador Sérgio Souza; o cônsul da República da Argentina Hector Gustavo Vivacqua; o secretário de Estado da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara; os deputados federais, Abelardo Lupion, André Vargas, Alex Cansiani e Eduardo Sciarra; os deputados estaduais Alexandre Curi, Douglas Fabrício, Ney Leprevost, Rasca Rodrigues e Pedro Lupion.

PLANO AEROVIÁRIO – O secretário José Richa Filho explicou que o Paraná tem ajudado a Infraero na desapropriação de áreas e na ampliação dos aeroportos administrados pelo Governo Federal. “Essa ação acontece em paralelo aos investimentos de ampliação e melhoria de 36 aeroportos regionais, administrados por prefeituras, onde são investidos mais de R$ 21 milhões em dois anos”, disse.

Segundo o secretário, o governo já destinou R$ 36 milhões de recursos estaduais no processo de desapropriação de áreas dos aeroportos de Londrina e Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Além disso, no final de março, o governo tornou de utilidade pública uma área de 1,4 milhão de metros quadrados no entorno do Aeroporto de Foz do Iguaçu, o que permitirá que seja ampliado e modernizado. “O governo estadual tem ajudado também, desde 2011, colocando à disposição do governo federal equipes do Estado das áreas técnicas – como topografia, engenharia e avaliadores – e também da área administrativa”, disse o secretário.

Richa Filho disse que o governo estadual vai ajudar o Governo Federal a investir em 15 aeroportos regionais, dando apoio técnico e também no auxílio de licenças ambientais e na criação de decreto de áreas de utilidade pública.

Além de tornar viáveis os investimentos federais, o Governo do Paraná vai aplicar mais R$ 34 milhões em obras e melhorias nos 36 aeroportos regionais do Estado. Outra ação é a renovação do plano aeroviário estadual, cuja última edição é de 1998. O novo plano vai apontar quais investimentos e ações são necessárias nos próximos 20 anos para promover o desenvolvimento do setor aéreo do Paraná.