Uol

Anna Carolina Jatobá foi condenada a 26 anos e oito meses. Foto: Reprodução Tv/Globo

Com base no resultado do exame criminológico pericial, que avalia se Anna Carolina Jatobá, condenada pela morte da menina Isabella Nardoni, pode ser transferida para o regime semiaberto, a direção do presídio de Tremembé e o promotor do caso recomendarão que o benefício seja concedido pela Justiça. É o que mostra o laudo obtido pelo “Fantástico” e cujos trechos foram divulgados neste domingo (19) no programa da Rede Globo.

“Não me sinto culpada nem arrependida, porque sou inocente”, disse a madrasta da menina durante a avaliação, segundo o documento obtido pelo programa. Anna Carolina entrou com o pedido para migrar para o regime semiaberto em abril, alegando já ter cumprido 2/5 da pena. Como os dias de cadeia dela já foram reduzidos em quase dois anos, por trabalhar como costureira na penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier em Tremembé (SP), ela já atingiu o tempo mínimo para ser autorizada a ficar no semiaberto.

No documento apresentado pelo “Fantástico”, Anna Carolina afirma que aprendeu a ser mais paciente na prisão. “Vi muitas coisas erradas, mas sempre fui na minha”. Ela diz tomar remédio para ansiedade e não usar drogas.

Clique aqui e leia na íntegra