Por Elizangela Jubanski e Juliano Cunha

(Foto: Marcos Charneski)

O garoto Vinicius da Silva, de 12 anos, morreu afogado após decidir nadar em uma chácara da Rua Amarílis, no bairro Campina da Barra, em Araucária, na região metropolitana de Curitiba. Ele tinha acabado de sair da escola e estava com outras pessoas na chácara. Entretanto, quando se afogou, o menino estava sozinho.

Segundo informações da família, ele estudava na Escola Marilze da Luz, que liberou os alunos às 15h em função do Dia do Professor. O Corpo de Bombeiros recebeu uma ligação anônima sobre o afogamento. Várias equipes foram até o local e o corpo dele foi encontrado por volta das 17h10.

Outras duas mortes

Outras duas  crianças morreram afogadas nesta quinta-feira em uma vala de Rebouças, no centro-sul do estado. Dois irmãos, de três e sete anos, morreram quando o mais velho tentou salvar o caçula.

De acordo com o cabo Gabriel Santerri, do Corpo de Bombeiros, o caso de Rebouças aconteceu por volta das 15 horas e foi constatado que o buraco aberto no local tinha aproximadamente dois metros de profundidade. “Uma tragédia lá. Um dos irmãos, de 7 anos, tentou socorrer, mas ela não resistiu e morreu no hospital. O caçula faleceu ainda no local”, relatou.

No local do afogamento funciona uma serraria e o buraco estava servindo como fossa de piá. “Os pais moravam na casa e cuidavam da serraria e infelizmente isso aconteceu hoje. Uma tragédia que abala bastante”, concluiu.

As vítimas foram identificadas como Pedro Henrique Ribas, de sete anos, e Murilo Gabriel Ribas, de três. Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal