Da Redação

Dois frigoríficos de Colombo, na região metropolitana de Curitiba, anunciaram a suspensão das atividades e a demissão de 280 funcionários nesta quarta-feira (22). Ambas as empresas, Frigorífico Souza Ramos e Frigorífico Mastercarnes, integram o grupo Central de Carnes Paranaense Ltda e foram alvos da Operação Carne Fraca.

A Operação Carne Fraca investiga um suposto esquema criminoso envolvendo empresários do agronegócio e fiscais agropecuários que facilitavam a emissão de certificados sanitários para alimentos inadequados para o consumo. De acordo com a Polícia Federal, frigoríficos envolvidos no esquema criminoso “maquiavam” carnes vencidas e subornavam fiscais do Ministério da Agricultura para que autorizassem a comercialização dos produtos sem a devida fiscalização. Ao dar detalhes das investigações, na última sexta-feira, a PF informou que essa é, em números, a maior operação já realizada no país.

Ao todo, das 21 fábricas investigadas, 18 ficam no Paraná. Seis destas, ficam em municípios da Grande Curitiba.

O frigorífico Souza Ramos é investigado por substituição de matéria-prima de peru por carne de aves e troca de favores por procedimentos fiscalizatórios. Já a Mastercarnes, por corrupção e injeção de produtos cárneos.

A Secretaria Estadual de Agricultura informou que cancelou os contratos e que abriu uma investigação interna.