Veja.com

folman

Goleiro Jackson Follmann. Foto: Reprodução

Os médicos da Chapecoense atualizaram na tarde desta quarta-feira a situação dos quatro brasileiros que sobreviveram ao acidente envolvendo a delegação da equipe. O goleiro Jackson Follmann passará nesta tarde por uma nova cirurgia, que ampliará a amputação em sua perna direita. A boa notícia foi a saída de Alan Ruschel da UTI – foi o primeiro dos brasileiros a ser transferido a um quarto, nove dias após a queda do avião.

Como tem feito nos últimos dias, os médicos Edson Stakonski e Marcos André Sonagli concederam entrevista no hospital San Vicente, em Rionegro, cidade próxima a Medellín, onde os brasileiros estão internados. Follmann, que teva a perna amputada cerca de 15 centímetros abaixo do joelho, passará por nova intervenção em uma parte necrosada do osso.

“Está definido que vamos tirar três a quatro centímetros de osso. Não é uma amputação acima do joelho, estará de oito, dez ou até 12 centímetros abaixo do joelho. Se durante o procedimento a gente averiguar que a infecção está um pouco maior, vou ter de aumentar um pouco mais”, explicou o ortopedista Sonagli. Folmann está em “sedação leve” – entubado, porém consciente, responde aos médicos com sinais e piscar de olhos.

Leia a matéria na íntegra aqui