Por Luiz Henrique de Oliveira e Juliano Cunha

Começaram no último dia 15 de junho, nas Praças Osório e Santos Andrade, as tradicionais Feiras de Inverno de Curitiba. Nesta sexta-feira (20), a reportagem da Banda B esteve na Osório e presenciou inúmeros turistas degustando as comidas típicas da estação. O vinho ‘caliente’, segundo os estrangeiros, também conhecido como quentão, pelos paranaenses, é o que faz mais sucesso.

A proprietária de uma barraca com comida típica brasileira, Ana Carolina Kovalski, comemorou o sucesso nos primeiros dias da feira. “Estamos recebendo turistas de diversos lugares. Hoje atendemos vários equatorianos e hondurenhos, devido à partida da Copa do Mundo que vai acontecer na Arena da Baixada logo mais”, disse Ana à Banda B.

De acordo com a comerciante, a dificuldade na comunicação com os estrangeiros existe, mas acaba sendo superada. “Eles experimentam e se gostam compram. O quentão chamam de vinho ‘caliente’ e é o que está fazendo mais sucesso”, descreveu.

O engenheiro industrial equatoriano, que se identificou apenas como Luís, estava na feira, mas ainda não tinha almoçado. Ele só quis falar do jogo de hoje. “Equador 5 a 0 em Honduras. Vamos nos classificar. Cheguei agora em Curitiba e vou almoçar ainda”, disse ele no ‘portunhol’.

Feiras

As tradicionais feiras acontecem até dia 14 de julho. Pinhão, alimentos derivados do milho, quentão e cozinhas típicas de vários países são as atrações gastronômicas. Além disso, as feiras também têm os tradicionais artesanatos de inverno. Elas acontecem há 18 anos e são um sucesso.