A Fundação de Apoio à Fapifa, organizadora do concurso para soldados do Corpo de Bombeiros, divulgou nesta quinta-feira (29) a lista dos candidatos que terão que refazer a prova. O exame foi anulado para candidatos de Londrina e região, Maringá e região e Cascavel e região, porque alguns concorrentes fizeram a prova destinada ao cargo de policial militar.

A nova lista pode se conferida no site da Fapifa clicando aqui.

O novo exame foi remarcada para o dia 17 de março. Alguns candidatos protestaram em redes sociais, na manhã desta sexta-feira (1º), contra a anulação parcial. Apesar do erro, o pedido é que a prova seja anulada para todos os candidatos ou que continue valendo para todos.

Em nota, Polícia Militaresclareceu que a troca das provas do concurso é de inteira responsabilidade da Fafipa, instituição contratada pelo Governo do Estado, para a realização das provas de conhecimento. As primeiras fases do concurso são de responsabilidade da referida instituição, conforme acordado em contrato, e a Polícia Militar fica responsável apenas pela pesquisa social (antecedentes), última fase, que ocorrerá em meados deste ano, e depois pela formação dos candidatos.

Os candidatos ao cargo Bombeiro Militar, exclusivamente, que concorrem às vagas das regiões de Londrina, Maringá e Cascavel, deverão refazer a prova no dia 17 de março, às 8h, no mesmo local que fizeram anteriormente. Para candidatos ao cargo Bombeiro Militar nas regiões de Curitiba e Ponta Grossa continuam valendo as provas realizadas no último domingo (24/02). Isto porque o concurso é regionalizado e o candidato de uma região não concorre com os demais.
As provas dos candidatos ao cargo Bombeiro Militar pelas regiões de Londrina, Maringá e Cascavel foram anuladas devido à troca dos cadernos ocorrida no domingo (24/02) nas cidades de Francisco Beltrão, Ivaiporã e Foz do Iguaçu quando candidatos à vaga de Bombeiro Militar receberam o caderno de provas elaborado para os candidatos à Policial Militar.

A PM lembra ainda que, prezando pela lisura e legalidade do concurso, vai continuar acompanhando atentamente a realização das novas provas.
A Polícia Militar esclarece também que qualquer reclamação em relação ao concurso deve ser encaminhada à própria Fundação de Apoio à Fafipa por meio do site www.fafipa.org/concurso . Além disso, a PM se coloca à disposição dos candidatos pelo e-mail: [email protected] .