Da Catve

Depois das transferências na Penitenciária Estadual de Cascavel (PEC) realizadas nesta quarta-feira (27) após a rebelião,  o local tem agora 230 presos e todos estão alojados em 48 celas no primeiro bloco, as únicas que podem ser usadas. As celas são protegidas por uma laje.

Com as correções nas listas de transferências, ainda resta um detento desaparecido, segundo a relação. O nome não será divulgado por enquanto, por que dois corpos continuam sem identificação no Instituto Médico Legal (IML). A possibilidade de fuga não é descartada, mas considerada muito pequena.

rebeliao-presos

(Foto: Catve)

Um pai, que preferiu não ser identificado, ainda não localizou o filho. Ele acredita que o preso está vivo, já que na segunda-feira a noite recebeu uma ligação dele dizendo que estava bem.

Outra família também procurou a equipe da Catve afirmando não ter localizado o parente preso. Eles preferiram não gravar entrevistas, mas segundo a tia de um rapaz, um familiar foi ao IML e não reconheceu nenhum dos corpos. Outro detento que até ontem à tarde era considerado desaparecido foi localizado numa comarca da região, onde foi levado para participar de uma audiência.

Para assistir e ler a reportagem completa, clique aqui.