Da Redação

Familiares do jovem Everton Luiz Vaz, que morreu aos 27 anos em um acidente de trânsito em Rio Branco do Sul, na região metropolitana de Curitiba, realizam nesta sexta-feira (24) um protesto para pedir justiça. O acidente aconteceu no dia 15 de janeiro e Everton ficou internado por 65 dias, vindo a morrer no último sábado. Até o momento, o inquérito policial não foi instaurado. De acordo com os organizadores, a deputada federal e idealizadora do Instituto Paz no Trânsito, Christiane Yared, irá participar do protesto.

Foto: Jornal Rio Branco Notícias

De acordo com a irmã de Everton, Viviane Prodocimo, a família está com um sentimento de impunidade e não quer deixar isso ficar assim. “Meu irmão era uma pessoa do bem e esse acidente revoltou toda a cidade. Ele saiu para levar a namorada em casa e essa tragédia aconteceu. Testemunhas dizem e mostram que os meninos estavam embriagados, não vamos deixar isso ficar assim”, disse.

A Banda B entrou em contato com a Delegacia de Rio Branco do Sul, que informou que toda a investigação ainda é muito inicial. Até o momento, segundo a polícia, não há laudos até o momento e o inquérito ainda deve ser instaurado.

Para a família, a demora na investigação é ocasionada pelo fato da caminhonete envolvida, uma F-250, pertencer a um vereador da cidade. O condutor, que abandonou o veículo sem prestar socorro à vítima, segundo a denúncia, seria filho deste vereador. “Todo mundo na cidade tem medo por lá por causa deste lado político. Se fosse ao contrário, tenho certeza que meu irmão estaria preso. Infelizmente quem tem dinheiro pode mais”, lamentou Viviane.

Testemunhas afirmam também que viram outro homem vir até a caminhonete e tirar três garrafas de cerveja do carro antes que a polícia chegasse. Esse jovem não teria sido chamado até o momento para esclarecimentos, segundo familiares de Everton.

A Banda B entrou em contato com o vereador dono da caminhonete, que até o momento não se pronunciou.

O protesto está marcado para acontecer atrás do Ginásio Municipal Vila Velha, a partir das 15 horas.