A Guarda Suíça deteve hoje (4) um homem, vestido com os trajes religiosos, que tentou ingressar no Colégio de Cardeais, que faz a reunião preliminar para o conclave. O homem identificado como Ralph Napierski disse que se chamava Basilius e que pertencia à Igreja Ortodoxa Italiana, que não existe. Antes de ser identificado como falso cardeal, Napierski criticou o clero por ter trocado padres acusados de pedofilia de diferentes paróquias.

Napierski usava um lenço púrpura na cintura semelhante às faixas dos cardeais. Também conversou com vários religiosos ao chegar ao Vaticano. Napierski disse ser fundador da Opus Dei e ter inventado um sistema que permite às pessoas controlar computadores com o poder do pensamento.

Na manhã de hoje, 142 cardeais, reunidos em Roma, iniciaram as primeiras reuniões para o conclave, que definirá o sucessor de Bento XVI. Porém, a data exata do início do conclave ainda não foi definida. Bento XVI deixou o pontificado no último dia 28.

De acordo com o Vaticano, a expectativa é que até a Páscoa, deve ser anunciado o nome do futuro papa. Já estão no Vaticano 103 dos 115 cardeais aptos a votar no conclave. O Brasil será representado por cinco religiosos.