“O Mundo do Trabalho” permanece até 30 de junho, na Casa da Cultura e Museu Municipal de Irati, com entrada gratuita. A exposição promove reflexão sobre o valor da atividade laboral na sociedade atual, no decorrer dos anos e suas implicações na vida moderna. Assim, em oito painéis, são propostas questões como as relacionadas ao trabalho feminino, aos imigrantes, aos ofícios, à indústria, ao comércio, ao trabalho sem liberdade, ao trabalho para as populações indígenas.

A concepção de trabalho voltado à acumulação de capital ocorreu somente após a Revolução Industrial, com o surgimento de fábricas e a mecanização do sistema de produção, separando homem-trabalho. Esta condição estabeleceu a divisão entre os detentores do conhecimento (trabalho intelectual) e os operários que o executam (trabalho manual), originando uma relação hierárquica, desigual e excludente. O trabalhador deixou de controlar toda produção e se tornou responsável apenas por uma etapa do processo produtivo, assim como passou a seguir o ritmo das máquinas. Nos dias atuais, a rapidez da circulação de conhecimento e o excesso de informação estimularam a competitividade no mercado de trabalho, o acúmulo de capital, a profissionalização, mas, por outro lado, o desemprego.

Serviço

Exposição “O Mundo do Trabalho”

Abertura: 30 de abril, às 18h, com visita guiada do diretor do Museu Paranaense, Renato Carneiro.

Local: Casa da Cultura e Museu Municipal de Irati (Rua XV de Julho, 329)

Período expositivo: até 30 de junho de 2013

Entrada gratuita.

Visitação: 2ª a 6ª, das 9h às 11h30 e das 13h às 17h.

Informações: (42) 3907-3157.