As explosões sacudiram a região e provocaram cenas de pânico e confusão em um dos maiores eventos esportivos realizados nos Estados Unidos.Ainda não há confirmação sobre as causas das explosões, mas relatos indicam que a polícia teria realizado a detonação controlada de um terceiro artefato explosivo.

A polícia afirma que as explosões na linha de chegada da maratona foram quase simultâneas e que uma outra explosão foi registrada na Biblioteca Memorial JFK, nos arredores do centro de Boston.As autoridades dizem que estão investigando as explosões e que ainda não é possível dizer se elas estão relacionadas.

Segurança reforçada

O presidente americano, Barack Obama, foi notificado sobre o incidente, e a segurança foi reforçada em edifícios famosos de Nova York e Washington.”Nossas orações estão com as pessoas em Boston que sofreram ferimentos”, afirmou o vice-presidente, Joe Biden, que participava de uma teleconferência sobre o controle de armas.Obama telefonou para o prefeito de Boston, Tom Menino, e para o governador de Massachusetts, Deval Pactrick, para oferecer a ajuda do governo federal.

A FAA, a agência que controla a aviação civil nos Estados Unidos, determinou uma zona de exclusão aérea na região das explosões.

As informações são da BBC Brasil.