Da Redação

Em mobilização contra o reajuste de 8,89% anunciado pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), um grupo de estudantes realiza na tarde desta quarta-feira (19) um ato simbólico onde será entregue à Reitoria um pedido formal de congelamento no preço das mensalidades.

pucpr2Foto: Divulgação PUCPR

De acordo com o Diretório Central dos Estudantes (DCE), a assembleia realizada na última quarta-feira (12) decidiu defender o congelamento imediato das mensalidades e pedir a divulgação de uma planilha completa de custos desde 2005, já que a enviada no último dia 12 foi considerada “incompleta e insuficiente” para justificar o reajuste.

No ato desta quarta-feira os estudantes irão fazer a entrega simbólica do ofício. No campus Curitiba. a entrega simbólica do ofício está marcada para às 17h.

Caso o reajuste se confirme para o ano que vem, alguns cursos poderiam ter reajuste de mais de R$ 400, como é o caso do curso com valor mais alto, Medicina. Outro tradicional curso como o de Direito, por exemplo, teria um aumento de pouco mais de R$ 100.

Na semana passada, a assessoria da PUCPR informou que o valor é compatível com o praticado no mercado de ensino superior e utilizado para suprir os investimentos realizados na instituição. No dia 22 de outubro, a reitoria da universidade se reuniu com o DCE para apresentar a proposta de reajuste, bem como os custos e investimentos que o justificam.