O governador Beto Richa afirmou neste sábado (09.03) que o Estado está usando todos os recursos disponíveis para reduzir a criminalidade no Paraná. Segundo ele, todos os investimentos do Estado na Segurança Pública, unidos com as ações planejadas, estão trazendo de volta a tranquilidade à população. “É uma das questões que mais aflige as pessoas e demos total prioridade no nosso governo ao reforço da segurança”, disse.

Richa esteve pela manhã nos municípios de Maringá, Campo Mourão e Foz do Iguaçu, onde entregou mais 56 viaturas para os batalhões regionais da Polícia Militar. “Estamos combatendo de maneira implacável a criminalidade, caçando e punindo os criminosos nos rigores da lei”, afirmou o governador, ressaltando a terceira edição da Operação Nhapecani, que teve início neste sábado.

A ação mobiliza seis mil agentes – 5,2 mil policiais militares, 370 policiais civis, 60 policiais federais, 234 policiais rodoviários federais, além de 70 integrantes da Receita Federal – com 500 pontos de bloqueio em todo o Paraná. “É a integração de forças no sentido de prevenir a criminalidade, uma operação que já apresenta resultados, principalmente na região de fronteira”, destacou o secretário de Segurança Pública, Cid Vasques.

Cid Vasques destacou que não adianta apenas o aumento de efetivo e o aparelhamento das polícias. “É importante ações planejadas como essas, mobilizadas nas principais regiões do estado, para combater de forma concreta e implacável o crime organizado”, disse.

O governador Beto Richa relembrou a maior contratação de policiais na história do Paraná realizada no ano passado e valorização dos profissionais da segurança, que têm o maior salário da classe no país – atrás apenas do Distrito Federal, que possui critérios diferentes de remuneração. “Temos profissionais com uma filosofia moderna de polícia comunitária e interativa, para construir um estado mais humano, fraterno e solidário”, destacou.

VIATURAS – Richa entregou viaturas em Campo Mourão (17), Foz do Iguaçu (18) e Maringá (21). Os novos veículos fazem parte do primeiro lote de um total de 1.470 que o Governo do Estado adquiriu para renovar e reforçar as forças de segurança do Paraná. “Este é o maior lote de viaturas adquiridas pelo governo na sua história”, declarou Richa.

A compra de novas viaturas faz parte do programa Paraná Seguro, que prevê reforço nos efetivos da Polícia Civil e Polícia Militar, compra de equipamentos, a construção de batalhões e delegacias e a implantação de módulos policiais. A distribuição dos veículos é feita de acordo com estudo estatístico elaborado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública.

“Estamos renovando toda a frota. São viaturas de porte arrojado que darão maior eficácia ao trabalho de nossas polícias”, disse Cid Vasques. “É a sequência de uma proposta de governo séria para uma área sensível que afeta diretamente a população”, reforçou. Segundo ele, o número total de viaturas vai atender as polícias civil e militar, a Polícia Científica (através dos Institutos Médico-Legal e de Criminalística) e o Corpo de Bombeiros.

“As viaturas vão contribuir de forma efetiva no combate a criminalidade de Maringá e região”, disse o prefeito do município, Roberto Pupim. O mesmo entendimento tem a prefeita de Campo Mourão, Regina Dubay. “O governador atendeu prontamente nossa região com novas viaturas e também efetivo policial”, destacou.

Em Foz do Iguaçu, o prefeito Reni Pereira disse que as nova viaturas se somam a outros investimentos e ações que estão contribuindo para melhorar o serviço de segurança pública na região. “São investimentos continuados que asseguram a melhoria da segurança pública na nossa cidade e região”, afirmou.